Você está aqui: Página Inicial > Adm. Indireta > SUPLAN > Notícias > Governador Ricardo autoriza obras no Berço 101 do Porto de Cabedelo

Notícias

Governador Ricardo autoriza obras no Berço 101 do Porto de Cabedelo

Ainda na tarde da última segunda-feira (14), o governador Ricardo Coutinho assinou a Ordem de Serviço para recuperação do Berço 101, do cais do Porto de Cabedelo, onde serão aplicados cerca de R$ 800 mil. Este Berço é exclusivo para atracação de navios de derivados de petróleo e etanol e não passou por nenhum tipo de manutenção nos últimos 30 anos. A vice-governadora Lígia Feliciano, deputados estaduais, vereadores e auxiliares do Governo estiveram presentes nas solenidades, testemunhando as ações de melhorias que não param de acontecer em todo o Estado da Paraíba.

Na ocasião, o governador ressaltou que nos últimos seis anos foram investidos mais de R$ 10 milhões, com recursos próprios, em melhorias no Porto de Cabedelo e que a intenção do Governo do Estado é fazer ações que permitam que o local se desenvolva. “Esse é o Berço mais antigo da década de 30 do Porto de Cabedelo e nunca tinha passado por uma reforma. Ele perde material subaquático há muito tempo, isso faz com que ocorra afundamentos na parte da superfície colocando em risco o próprio Berço. Ele é essencial para a Paraíba, por isso estamos investindo para recuperar e reformar esse local. Já fizemos todo o sistema de defensas, estamos fazendo o balizamento noturno, com novo sistema de sinalização que vai permitir as operações 24 horas no Porto. A obra do Berço 101 é especializada e importante para que o Porto de Cabedelo possa estar preparado e ganhe mais competitividade”, disse Ricardo Coutinho.

O projeto de revitalização consiste na reforma dos 185 metros do Berço. A obra, que está sendo licitada pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), vai possibilitar maior segurança nas operações que ocorrem no local e garantir o abastecimento de combustível no Estado.

“O Berço 101 é o local onde atracam os navios com cargas de derivados de petróleo. Essa obra faz parte de uma série de ações de melhorias para que a gente possa trazer uma nova operação para o Porto chamada Ship to Ship. Esse sistema operacional inédito significa que vão ficar dois navios atracados no Berço, onde o navio maior vai passar combustível para o navio menor e este, por sua vez, vai abastecer outros portos.  Hoje, o Porto de Cabedelo movimenta, na parte de combustíveis, cerca de 50 milhões de litros por mês e a nossa expectativa é que passaremos, inicialmente, a fazer duas operações Ship to Ship por mês, cada uma movimentando 80 milhões de litros, então é um investimento que vem consolidar esse crescimento do Porto com essa operação que nunca existiu”, frisou a presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo.

Atualmente, a movimentação de derivados de petróleo e etanol por meio do Porto de Cabedelo gera aproximadamente R$ 350 milhões de receita para o Estado da Paraíba por meio de arrecadação de ICMS. No 1º semestre de 2017, foram movimentadas cerca de 700.000t, frente a 464.000t movimentadas no mesmo período de 2016, o que mostra um grande crescimento.Recentemente, a Companhia Docas entregou ao Governo Federal, Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental que visam a expansão do Porto de Cabedelo em 2018.

Voltar para o topo
Plataforma Padrão CODATA de Portais
Desenvolvido com o CMS de código aberto Plone